Musculação.com

Tudo sobre musculação.

Quer receber mais informações sobre musculação? Subscreva a nossa newsletter.

Estrutura do Músculo

O músculo esquelético é formado por células compridas, com numerosos núcleos na periferia, chamadas fibras musculares, com 80 a 100 micrómetro de diâmetro cada.

Elas inserem-se nos tendões através da camada mais externa da membrana celular, ou sarcolema, a qual é constituída por fibrilas de colagénio. Todo o músculo é envolvido por uma bainha de tecido conjuntivo, o epimísio.

Ele é constituído por vá­rios feixes ou fascículos musculares, cada um deles envolvidos pelo pe­rimísio. As fibras musculares são as unidades contrácteis e encontram-se dentro dos fascículos musculares, sendo cada uma delas envolvida pelo endomísio.

O aparelho contráctil de cada fibra é subdividido em miofibrilas, orientadas longitudinalmente em feixes de filamentos finos e filamentos grossos, atravessando todo o comprimento da fibra muscular.

Os filamentos finosos são constituídos por moléculas de actina e os grossos por moléculas de miosina, e é no deslizamento que acontece entre os dois tipos de filamentos que vai surgir a força mecânica de contracção.

Os filamentos finos estão inseridos numa estrutura proteica, orienta­da perpendicularmente, que ao microscópio óptico toma o nome de banda Z, a qual se encontra em intervalos regulares ao longo da miofibrila. A porção da miofibrila situada entre duas bandas Z toma o nome de sarcómero, que é a mais simples unidade molecular de contracção muscular.

Os filamentos grossos encontram-se localizados no centro do sarcómero e, em corte longitudinal, formam a banda A (banda anisotr6pica com a luz polarizada).

A banda I (banda isotrópica) refere-se à porção do sarcómero constituído apenas por filamentos finos, centrados pela banda Z, e onde não se encontram filamentos grossos de miosina.

A porção central do sarc6mero, no estado relaxado, constituída ape­nas por filamentos grossos de miosina, e onde não existem filamentos finos, é chamada zona H (disco de Hensen).

A banda M é a porção central do sarc6mero, onde os filamentos grossos se alargam ligeiramente.

Um componente importante dos filamentos grossos são as pontes transversais, que se localizam em todo o seu comprimento, excepto na porção central correspondente à banda H.

A análise tridimensional de um corte tansversal de uma miofibrila revela que cada filamento grosso está rodeado por 6 filamentos finos, e cada filamento fino rodeado por 3 grossos.

Para além das miofibrilas outros elementos importantes existem numa fibra muscular: